CÂMARA MUNICIPAL DE BOQUIM RECEBE CORPO GESTOR DA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO DR. BERNARDINO MITIDIERI

 

CÂMARA MUNICIPAL DE BOQUIM RECEBE CORPO GESTOR DA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO DR. BERNARDINO MITIDIERI

 

A Sessão Ordinária realizada nesta quinta-feira, 04 de abril, contou com a presença do corpo gestor da UPA 24h de Boquim, tendo como membros o Superintendente, Mário Jorge Trindade Santos, o Coordenador Administrativo, Jadson Costa Santos e a Sra. Rose Gleide S Pinto – Coordenadora Assistencial.

Na ocasião, o superintendente Mario Jorge explicou que a unidade tem seu funcionamento contínuo de 24 horas semanalmente, incluindo feriados e pontos facultativos e recebe grande parte das urgências e emergências da região. A sua função é atender casos de complexidade intermediária e também dar apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192. Em sua fala, ele detalhou que a unidade é composta por um corpo técnico com Médicos, Enfermeiros, Assistentes Sociais, Nutricionistas, Bioquímicos, Técnicos em Radiologia, Técnicos de Enfermagem, Auxiliares de Enfermagem, Técnicos de Laboratório, ainda oferecendo estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, laboratório de exames e 24 leitos divididos entre as áreas; vermelha, amarela, verde adulto, verde pediatria, isolamento e azul.

Ainda assim, Mario mostrou um levantamento do ano de 2018, no qual a unidade prestou 35.113 atendimentos sendo 33.910 de risco azul, 970 de risco verde, 131 de risco amarelo e 61 de risco vermelho. Na oportunidade, ele explicou que a população não compreende os tipos de classificação, questionando os funcionários quanto a ordem de atendimento e que muitos dos serviços poderiam ser prestados pelo PSF (Programa de Saúde da Família), sendo que a UPA atende Boquim e também acolhe pacientes de Aracaju, Arauá, Cristinápolis, Estância, Itabaianinha, Lagarto, Pedrinhas, Riachão do Dantas, Salgado, Tobias Barreto, outras cidades e municípios de outros estados.

Em seguida, a coordenadora Assistencial, Rose Gleide explicou que, a UPA é de atendimento intermediário, mais que hoje atende casos de nebulização, troca de sonda, curativos que são casos que deveriam ser feitos pelo PSF, como também, partos que são casos que não são de responsabilidade da UPA e de imediato já deveriam ser destinados a outra unidade da especialidade. Ainda em depoimento, Rose Gleide exaltou que os profissionais da casa são direcionados para casos mais simples, onde poderiam estar prestando atendimento de casos mais complexos, deixando claro que a unidade é tipo 1, que não dispõem de pediatras mas, que conta com a compreensão dos Clínicos para prestar o atendimento. Por fim, ela pediu que a população não acreditasse em falsas notícias quanto ao atendimento da unidade, finalizou deixando claro que, a unidade tem o papel de ajudar a população. Na presente Sessão também foi votado o projeto que concede o reajuste do piso salarial dos agentes de saúde e endemias

 

Scroll to top